quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Vênus não é mole, não!

Infelizmente estou tendo muitas oportunidades de experimentar a falta que Vênus faz na vida da gente.Amadurecer como mulher não é para qualquer uma...

Não que me falte Vênus no mapa. Eu tenho uma Vênus - todo mundo tem Vênus. Eu tenho Vênus em Áries - um exílio, um signo em que Vênus tem que se virar para me dar feminilidade de um jeito masculino, mas tudo bem. É Vênus. Qualquer Vênus é um bom Vênus para quem é mulher de verdade.

Mas Vênus rege feminilidade, não a mulheridade. Essa palavra nem existe. Mas você me diga o que é que a gente faz quando falta dinheiro para o cabeleireiro, para a depilação, para a limpeza de pele? O que fazer quando falta vontade de agradar o outro e sobra vontade de apertar alguns pescocinhos?

Poucas mulheres conseguiam manter a beleza e a graça em concomitância com seus instintos cruéis como Joan Crawford. Que inveja!

A gente sabe, se não sabe, eu digo, que Vênus tem seu domicílio em Touro e em Libra. Tem até alguma exaltação em Peixes. Vênus consegue fazer a gente feminina quando as propriedades e o dinheiro ajudam. Fica fácil ser mulher bonita quando a situação está taurina. A gente não se descabela pelo amanhã, a gente não rói as unhas para pagar o aluguel e pode cuidar do guarda-roupa sem usar a mesma calça jeans até ela aprender o caminho para o trabalho e ir na frente quando a gente se atrasa. Em Libra? Quem é que não fica bonito quando está vendo tudo muito justo, quando está dando e recebendo respeito, quando está sendo tratado de maneira igual a seus semelhantes? Com bons relacionamentos, com gente educada e cortês por perto, quem é que não se sente feminina?

Ser feia e encalhada quando se tem dinheiro, só com um esforço hercúleo!

Até uma situação de peixinho ajuda a gente a ser mulher. Um chorinho aqui, uma carência acolá, uma intuição de que tudo vai dar certo e até mesmo um certo desligamento. É mais fácil ser mulher quando dá para desligar a chave do estresse, grudar no espelho e pensar sobre a existência num nível mais profundo do que os problemas do dia-a-dia. Dá pra se exaltar com qualquer besteira, porque a percepção e a clareza são uns brochantes que eu vou te contar!
Essa é Dolores Costello, avó da Drew Barrymore. Ai que saudade do tempo que beicinho funcionava!

Fica complicado ser mulher é na hora da faxina virginiana. Qualquer uma. A faxina para tirar as teias de aranha dos pensamentos arcaicos, jogar aquele monte de ideias sobre príncipe encantado no lixo, cortar as tranças de Rapunzel e usar um corte de cabelo mais prático. A gente fica menos mulher, menos encantada em Virgem. É uma queda e tanto.

Marlene Dietrich conseguiu impôr a Vênus dela, mesmo peregrina em Aquário (sem nenhum estado conflitante ou positivo). Mas com essas fotos em preto e branco e esses quilos de maquiagem, até Vênus exilada!

O chato é quando Vênus vai embora. Ela até tenta, mas acaba indo embora. Escorpião pode até ajudar a princípio. A gente faz uma Vênus misteriosa, tenebrosa, voluntariosa, perigoooosaaaa... Mas não adianta porque a gente acaba passando por sebosa quando não tem paciência com o mocinho tão bem intencionado. Coitado, tudo o que ele quer é sexo:

- Nossa, meu amor! Até que enfim achei a mulher perfeita!
- Parabéns. Agora chega prá lá senão o homem perfeito não me enxerga.

Ava Gardner. Essa Vênus em Escorpião não pegou ninguém menos que Frank Sinatra. Ela não jogou uma garrafa de uísque na cabeça dele, não. Jogou várias!

Eu sei que não é justo transformar a auto-estima do coitadinho em poeira só porque isso está dentro das nossas capacidades. Mas é tão difícil... tão difícil... No fundo é um medo, uma insegurança muito forte que faz Escorpião destruir Vênus desse jeito. Qualquer mulher é capaz de aceitar uma crítica à aparência. É só fazer um beicinho, deixar o Marte dele quebrar alguma coisa, só para ele lembrar que ele tem testosterona nestes tempos metrossexuais.

- Eu não vou sair com você neste vestido!
- E não vai mesmo, o vestido é MEU! Se quiser, pode pegar um no meu armário para você.

Vocês não imaginam a insegurança, o sofrimento de uma mulher que vê um homem chorar de culpa por não amá-la como deveria e ao invés disso se apaixonar pela sua melhor amiga. Quando os lábios dele tremem ao falar da confusão de seus sentimentos, é com o coração em pedaços que ela diz:

- Ô véio, tu é viado mesmo ou tu dá só por esporte?

Isso é dor, amigas. Pura dor.
Dá pra acreditar que o Batman disse para ESSA mulher que temia que seus inimigos ameaçassem segurança DELA caso os dois tivessem um romance?

Mas Vênus em Áries, minhas amigas... Vênus em Áries faz a independência ofender e até enfeiar. Marilyn Monroe tinha Vênus em Áries. Não tinha mulher mais feminina que ela - mas era uma superfêmea! Uma mais que fêmea que matava as mulheres de raiva e os homens de desejo! Desejo não é para matar ninguém, é para criar vida. Ou é um escândalo danado, porque a identidade, a afirmação, o ego são femininos de uma forma agressiva, quase marciana, ou a gente vira a Maria, Maria, que mistura a dor e a alegria. O problema é que a alegria acaba antes da dor.

Ana Bolena foi uma taurina com Vênus em Áries que chocou a sociedade, rompeu padrões e acabou perdendo a cabeça! Mesmo.

Aí, sem Vênus, $em Valore$ a gente fica BURRA, FEIA, ANTIPÁTICA e INCAPAZ. É um dominó de desvalorização que não acaba mais. Muitas vezes isso acontece por conta de uma fase, um trânsito astral que a gente precisa passar para aprender alguma coisa, ou por teimosia. Alguma coisa a gente não vê - ou vê e finge que não vê. É uma lição que Vênus em Libra (signo oposto a Áries) sabe de cor: a gente não vive sem o outro. E toda convivência faz concessões.

















Por mais fofinha que você seja, você sempre acaba irritando alguém com Vênus em Áries...

É um post que eu espero que ajude outras Vênus. Se ajudar outras Vênus, talvez vocês me ajudem e me façam voltar para a casa sete - a casa de Libra - da harmonia. OU, vocês bem que poderiam me empurrar para a casa nove - a casa de Sagitário, um Marte mais intelectual, mas bem-humorado, que não leva tudo tão a ferro e fogo...

A casa oito - casa escorpiana - é um bom lugar para se visitar, amigas e amigos, mas vocês não vão querer morar aqui.

Voem, vão para o mundo. Voem para a liberdade! Eu vou chafurdando no meu lodo, tentando mudar um mundo que não quer mudar.

Mas até eu receber o mesmo pagamento e o mesmo respeito que meus colegas do sexo masculino, até os adolescentes aceitarem os limites que uma mulher adulta precisa impor - apesar da lei do país não impor NENHUM limite a eles -, até eu parar de ouvir que eu preciso fazer o meu pior para que o outro não seja forçado a melhorar, até o valor que eu dou à minha experiência profissional e a tudo o que eu investi na minha profissão ser respeitado pelo safado muquirana que desvaloriza tudo o que eu sou e consegui em nome de uma barganha medíocre e hipócrita, eu vou ficando por aqui na lama.

Me mandem notícias do mundo de lá. Talvez um dia eu volte!!!!

9 comentários:

  1. Dê sempre o seu melhor, ou o outro se sentirá no direito de piorar e te obrigarão a descer mais. Há concessões que jamais devem ser feitas.

    Isto é depressão, eu conheço esta víbora que me obriga perenemente a me manter alerta, para não ser picado. Conheço a situação de viver da marca Simidão, foi a única que usei nos cinco anos em que fiquei desempregado. Eu me considero tudo o que disseste a seu respeito e acrescento que nem com dinheiro deixo de ser feio, ranzinza e anacrônico.

    Enquanto isto não passar, se dê o direito ao mau humor, só não puxe encrenca com o que não vale a tua ira; mais da metade não vale. Se enfie em uma actividade solitária onde a frustração pode ser colocada no papél ou na tela do computador, ainda que não vá dividir com ninguém. E simplesmente use tua taurinice para passar por cima dos idiotas que te abordam só para dizerem que não acreditam em astrologia, eles são idiotas mesmo, não investigam a fundo e não estudam para saber se há fundamentos, e usam isto como desculpa extra para não te darem o valor financeiro devido; são papagaios tontos que repetem o que ouvem de catedráticos comprados pela indústris pharmoquímica. Trabalho com saúde pública, sei o que digo. Se dê este recolhimento de presente que a malvada perde a paciência e vai embora.

    Quando eu for ao Rio, aviso pela caixa de recados do Alcatéia e te levo os bombons.

    ResponderExcluir
  2. Nota dez para ti, Patrícia. Amei o post.

    ResponderExcluir
  3. Oi Paty Querida! somos quase alma gemeas, minha venus tbm está em Aries, olha no começa dessa minha existencia, não facil lidar com meu lado mais feminino não, mas agora bem pertinho de completar meio seculo, as coisas estão bem mais confortaveis, tipo assim, se quiser gostar de mim, que goste assim, se não cai fora...
    Adorei esse texto, adoro como vc escreve e adoraria ter aulas de astrologia e gramatica com vc, é sério!!! admiro muito sua inteligencia e humor.
    Beijos Mil

    ResponderExcluir
  4. Eu posso odiar o lugar onde minha Vênus resolveu ficar? também tenho Vênus em Áries...
    Seu post me inspirou um pouco, mas acho que não o suficiente pra me fazer não odiar meu lado feminino meio masculino...
    Acho que sou nova demais e ainda não aprendi a lidar com isso.
    Adorei o jeito que você escreve.

    ResponderExcluir
  5. Patrícia, indiretamente somos colegas...rs... Tá, espera eu assinar q vc vai saber.
    PARABÉNS POR ESTE TEXTO FODA E EXTREMAMENTE sincero sobre o universo feminino. Eu, diria q vc é uma "Eddie de saias" (hahahahaha, por favor, não deixe q ela leia issooo). Um texto AGRADABILÍSSIMO, inteligente e o pior: doloroso para nós homens. Ô dificuldade de convivência, sô. É tudo isso q vc falou mesmo, só nunca tinha lido algo com tanta propriedade sobre o assunto. De verdade. Tá na hora do seu livro, não? Eu sei, ninguém perguntou, mas parabéns one more time. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ah é, a assinatura sai antes... Dããããã... Sou homem, tende paciência

    ResponderExcluir
  7. Patrícia...Muito interessante o artigo. Gostei mesmo...e fiquei pensando...e a minha vênus, em sagitário...O que posso esperar...?Acho que vc esqueceu de nós....rsrssrrs. Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Menina, á virei fá do blog - nunca li um texto que descrevesse tão bem a minha Vênus em Escorpião. Combinada com uma Lua em Virgem, dá essa "maldade" escorpiana com essa praticidade quase despida de fantasia de Virgem (cabelo e unhas curtas, pq são mais práticos, etc). E olha que o meu sol é em Libra, viu! Se eu pudesse fazer uma cirurgia no mapa (kkk!), arrastava a Vênus um tiquinho pra frente, até Libra.
    Beijos, Ana

    ResponderExcluir
  9. Patricia, eu adoro ler voce! Onde eu encontro seu livro Astrologia na Lata? Beijus!

    ResponderExcluir